BLOG

A importância da visão estratégica para o sucesso de um negócio

Vamos começar com uma máxima inquestionável: por trás de todo bom serviço, existe uma boa visão estratégica. E não se constrói uma boa estratégia de uma hora para outra: ela é resultado de muito planejamento, alinhamento dos times e foco no cliente. 

Dito isso, o primeiro passo para ser assertivo e criar um planejamento coerente é saber aonde se pretende chegar. O termo estratégia tem sua origem teórica e prática na Grécia Antiga. “Stratégema” referia-se à habilidade de um líder comandar sua tropa e definir o melhor caminho a seguir. 

Aplicada ao mundo dos negócios, a estratégia também diz respeito aos caminhos que a empresa pretende percorrer. O Planejamento Estratégico deve se preocupar em responder a quatro perguntas que nos preparam para tomar decisões:

  1. “Quem sou eu?”
  2. “Onde estou?”
  3. “Para onde vou?”
  4. “Como consigo ir?”

A importância da visão estratégica para os negócios

Aliada à missão e aos valores empresariais, a visão estratégica é um artifício poderoso que oferece recursos valiosos ao negócio ao longo de sua jornada. 

A visão estratégica é uma projeção de como a empresa se vê no futuro. Ela é responsável por orientar o planejamento de ações, o posicionamento, a definição de objetivos, etc.

Como você imagina sua empresa daqui a 3, 5, 10 anos?

Idealize, não tem problema, mas pense nas ferramentas das quais dispõem hoje e que podem viabilizar essas conquistas. Pode parecer muito tempo, mas essa definição de cenários futuros é o que tangibiliza o que pode ser feito no presente.   

O conceito de visão estratégica é fundamental para que a empresa alcance resultados de forma sustentável e crescente. Isso se aplica tanto a novos negócios que estejam se lançando no mercado, quanto aos que já existem e querem aprimorar e fortalecer sua atuação, interna e externamente. 

A partir dela, torna-se possível estruturar processos, estabelecer prioridades e inovar com foco em resultados. Consequentemente, potencializa-se pontos importantes e desejáveis, como a excelência do serviço, a reputação da marca, a fatia de mercado alcançada e o destaque frente à concorrência. 

É importante ressaltar que esse processo é particular para cada negócio, afinal, cada empresa possui dores, desejos e contextos próprios. 

Visão estratégica na prática

Deu pra entender bem sobre o que consiste a visão estratégia e por quê ela é tão importante, certo? 

Agora, vamos a algumas dicas de práticas e ferramentas que amparam essa construção: 

OKRs

A sigla, derivada do inglês, significa Objetivos e Resultados-Chave. Desenvolvidos no Vale do Silício, os OKRs consistem em um sistema de definição e gestão de metas mensuráveis e dinâmicas. 

Revisitadas e avaliadas periodicamente, o cumprimento (ou não) dessas metas traz esclarecimentos importantes aos times. Esse sistema cria também maior alinhamento e engajamento por parte dos colaboradores.

Análise SWOT

Provavelmente uma das ferramentas mais famosas, e igualmente importante, para o planejamento estratégico. A matriz SWOT é um mapeamento das forças, oportunidades, fraquezas e ameaças que um negócio possui. 

Por meio dela é possível ter uma visão mais profunda e sistêmica a respeito de sua organização, bem como do contexto externo em que se insere. 

Matriz BCG

Esta metodologia é indicada principalmente a negócios que já têm um tempo de mercado. Consiste em uma avaliação gráfica que define e compara produtos e serviços ofertados pela empresa, para compreender quais são os mais rentáveis e quais já cumpriram seu ciclo de vida útil. 

A matriz BCG relaciona a participação de mercado de determinado produto com o seu crescimento. O objetivo principal é embasar tomadas de decisões estratégicas mais adequadas sobre cada produto ou negócio analisado.

A sigla BCG corresponde a Boston Consulting Group, empresa estadunidense para a qual a matriz foi desenvolvida nos anos 1970. Confira um modelo!

Estratégia não anda só 

Para finalizar, mais um ponto importante: a visão estratégica bem definida é essencial à toda empresa, mas deve estar integrada aos níveis tático e operacional. A estratégia orienta a visão, a tática desdobra essa visão em planos de ações menores, e o operacional executa o planejamento.

Agora que você já sabe como uma visão estratégica bem definida resulta em entregas mais poderosas, que tal conferir como a HOMA movimenta pessoas e empresas na direção da melhor estratégia? Confira os nossos cases de sucesso!


Deixe uma resposta