BLOG

Product Management: como entregar o que meu cliente precisa?

O que a sua empresa oferece é realmente aquilo que seu público precisa? Como anda a confiança nas entregas feitas pelo seu time? Calma, você não precisa responder agora, embora precise sempre se fazer essas perguntas.  Em todo contexto de lançamento de um novo serviço ou produto, surgem inúmeras dúvidas, ideias e hipóteses. Para obter o máximo de clareza e assertividade rumo à solução, a fase de Discovery é crucial. Muitas técnicas e ferramentas de pesquisa que usamos na etapa de validação de um processo de design de serviço se aplicam também à etapa de descoberta do Product Management. As equipes e empresas, por sua vez, só têm a ganhar!  

Product Management: entendendo e atendendo necessidades reais

“Product Discovery é um processo para definir um produto valioso, útil e viável“. Marty Cagan, grande nome do Vale do Silício e referência em Product Management é o autor desta definição. 64% das funcionalidades desenvolvidas em softwares são raramente ou nunca usadas por seus usuários, ou seja, pesquisar, testar e obter insights junto aos usuários finais é indispensável para que um produto atenda a necessidades reais.  

É comum que nem mesmo o seu cliente saiba do que ele precisa. Fatores sociais, culturais e emocionais, conscientes ou inconscientes, influenciam em cada tomada de decisão. Esses fatores precisam ser muito bem compreendidos e é isto que a etapa de discovery representa: um mergulho profundo no contexto, em busca de descobrir as dores de determinado segmento e os caminhos possíveis para atendê-las. É por meio dessas pesquisas e experiências que extraímos insights valiosos que trazem bons resultados à empresa

Outro ponto também comum ao longo do ciclo de desenvolvimento de um produto são os gargalos de produtividade. A fase de Product Discovery também nos ajuda a solucionar esses gargalos. Além de ter clareza a respeito de qual problema o produto deve solucionar naquele momento, uma série de atividades orienta a equipe a reduzir incertezas e garantir que as entregas gerem valor tanto para usuário, quanto para a empresa.  

Atividades da etapa de Discovery

As atividades do Product Discovery costumam ser divididas em duas partes: imersão e cocriação. Na etapa de discovery, o time se dedica a essa série de práticas que permitem entender quem são os usuários, o que motiva suas decisões para, então, desenhar colaborativamente hipóteses de soluções.  

Imersão

Este momento expressa um aprofundamento no contexto, no ambiente e nos comportamentos de quem irá usufruir do produto ou serviço. Por isso, é fundamental exercitar a empatia, afinal, se colocar no lugar do outro, a fim de compreender suas motivações e experiências, é a forma mais eficiente de enxergar o que a solução deve entregar. 

Além da empatia, outro conceito importante para se ter em mente é o de pessoas no centro. Elas são a maior fonte de insights e devem ser parte ativa no desenvolvimento da solução. Por meio da análise de comportamento e de dados, de pesquisas em profundidade, escuta ativa e de feedbacks constantes é que vamos levantar as informações necessárias. Essas são ferramentas comuns à fase de discovery e que dialogam diretamente com o design de serviço. 

Além dessas técnicas e ferramentas que geram entendimento acerca do cliente e da solução, para que o entendimento seja efetivo é necessário compartilhar todas as informações com todo o time de produto, de designers aos desenvolvedores. E é nesse sentido que chegamos à segunda fase do Discovery. 

Cocriação

A colaboração é outro conceito-chave que permeia o desenvolvimento da solução mais viável e usável possível. O segredo para isso é um time diverso com pensamentos e expertises complementares

Envolver todo o time desde o início é importante para que o processo seja assertivo em todas as fases, do alinhamento à validação. Além do alinhamento para entender as possibilidades e desafios, quando profissionais e stakeholders de diferentes áreas se reúnem, o potencial para encontrar ideias realmente disruptivas é muito maior. 

Só assim vamos chegar a ideias realmente disruptivas, distantes do pensamento comum e mais próximas do cliente. 

Para finalizar, mais dicas valiosas: o time deve testar, validar e conversar com os clientes ao longo de todo o ciclo do produto. A etapa de discovery no processo de product management é um aprendizado e evolução contínuos que faz parte do processo de inovação de toda empresa.

Se você deseja se destacar e adotar práticas alinhadas ao novo mindset criativo e corporativo, nós podemos te ajudar, vamos nessa? Entre em contato agora mesmo!

 

Deixe uma resposta