BLOG, Inove e melhore seus serviços

5 motivos pelos quais toda empresa deve adotar metodologias ágeis

A agilidade com que os negócios têm precisado transformar suas práticas e modos de funcionamento é indicativo direto dos novos paradigmas que se estabelecem na sociedade. É preciso ter a capacidade de responder às demandas do mercado com qualidade e em tempo real. Para isso, metodologias ágeis se mostram como ferramentas indispensáveis a toda empresa que busca melhorar seus processos e resultados

Repare: utilizamos acima o termo “agilidade” como sinônimo de alta velocidade. As metodologias ágeis não necessariamente têm a ver com rapidez. O foco é na eficácia e eficiência dos processos, ou seja: queremos sim gastar o menor tempo possível para encontrar determinada solução, mas desde que essa solução também seja a melhor possível. A seguir, vamos aprofundar nas características da cultura ágil e explicar vários motivos pelos quais toda empresa deve adotar metodologias ágeis. 

Manifesto Ágil

O Manifesto Ágil é um documento criado por desenvolvedores norte-americanos, publicado inicialmente em 2001, com o objetivo de transformar o processo de desenvolvimento de um software. O foco principal não mais seria a arquitetura do projeto, e sim as soluções que poderiam ser aplicadas a partir da experiência e das respostas dos usuários desse software.

O Manifesto nasceu no segmento de tecnologias, mas seus princípios e valores — que rompem com os modelos tradicionais de produtos e serviços — podem e devem ser aplicados em qualquer outra área. Em diálogo com um bom design de negócio, as metodologias ágeis contribuem imensamente para a entrega de projetos bem-sucedidos. 

Agilidade e Design: uma união poderosa

Tendo em mente o fato de que é possível (e desejável) adaptar os métodos ágeis a cada contexto organizacional, vamos entender agora de que forma a cultura ágil e o design se complementam. Quando pensamos em Design Sprint e Design Thinking, por exemplo, duas metodologias que a HOMA utiliza bastante, as interseções ficam bem evidentes. 

Enquanto o Design Thinking define ideias e caminhos possíveis rumo a uma solução, se mostrando como uma abordagem capaz de transformar e gerar inovação, o Ágil torna possível tangibilizar essas ideias com redução de riscos. Mas como garantir que um novo produto ou serviço seja bem aceito por seu público e não se torne rapidamente obsoleto, como é comum hoje em dia?

Dando clareza aos objetivos e informações obtidas, e valorizando a empatia e o diálogo com as pessoas para quem esse produto ou serviço está sendo desenhado. Ambos os pontos são comuns ao Design Thinking e aos métodos ágeis. 

Com essa combinação, é possível pensar em soluções muito mais assertivas, promover maior alinhamento entre os times e fazer investimentos com mais segurança. Tudo que uma empresa deseja, certo? 

O resultado disso são insights e percepções relevantes acerca das necessidades dos usuários que precisam ser atendidas e desafios a serem superados. 

Além do Design Sprint, outras metodologias ágeis usadas ao redor do mundo e que vale a pena conhecer para potencializar a execução e a gerência de projetos dentro da sua empresa são o Scrum e o Kanban.   

5 motivos para sua equipe adotar metodologias ágeis

Vamos a uma lista prática sobre todas as vantagens que a aplicação desses métodos, aliados ao design, proporciona à sua empresa: 

  1. Satisfação do cliente
    O fato de o foco na experiência do usuário ser o princípio número um do Manifesto Ágil agrega muito valor ao produto/serviço. A prioridade é satisfazer o cliente, e a entrega é muito mais satisfatória quando existe um exercício de empatia e troca em profundidade com o mesmo.

  2. Abertura ao novo
    Métodos tradicionais já não oferecem o que o mundo de hoje demanda. Os novos métodos e ferramentas ágeis abrem espaço para novas ideias e processos criativos, porque são mais flexíveis e se adequam a mudanças. Além disso, dedica-se tempo a reflexões e otimizações.

  3. Ambiente de colaboração
    Este motivo também está diretamente relacionado a um dos princípios do Manifesto Ágil, que é o trabalho em equipe. As dinâmicas das metodologias passam necessariamente pelo alinhamento entre os times, que compartilham processos, atividades em andamento, ideias, etc. É importante ressaltar que nenhuma equipe nasce ágil, mas todas podem se tornar. 

  4. Qualidade dos resultados
    A dedicação contínua aos processos ágeis e a atenção à excelência técnica, ao bom design e à experiência do cliente proporcionam maior agilidade, bem como soluções e resultados mais satisfatórios. A qualidade também é uma prioridade, assim como o design de alto padrão — mais um dos 12 princípios do Manifesto Ágil.

  5. Economia de recursos
    Tempo e dinheiro podem ser o calcanhar de Aquiles de muitas empresas. A boa notícia é que, ao adotar metodologias ágeis, a chance de haver desperdício de um desses recursos reduz consideravelmente. 

Mais do que adotar determinada metodologia ou ferramenta, é essencial absorver a cultura ágil e implementá-la no planejamento estratégico da empresa e no mindset de seus colaboradores. A abordagem da HOMA é estruturada e centrada no ser humano, com o objetivo de facilitar a criação de serviços mais úteis e desejáveis para as pessoas, e mais viáveis e eficientes para as organizações. Vamos juntos?

Deixe uma resposta