COVID-19: Manual para Negócios Locais

No Brasil, empreendedores individuais, micro e pequenas empresas foram responsáveis por empregar 730 mil pessoas em 2019. Em torno de 30% do PIB brasileiro é produzido por esses negócios. Sem dúvidas, representam um grande pilar da nossa economia. Como amenizar a gravidade da situação provocada pela pandemia do COVID-19?

1 Faça um bom planejamento financeiro.
Projete o seu fluxo de caixa para os próximos seis meses e analise todos os custos e despesas que estão por vir.
Ao fazer essa análise, você vai descobrir o quanto precisa levantar para atravessar esse momento de crise e se a sua reserva financeira será suficiente.   

2 Elimine, negocie e evite.
Elimine gastos supérfluos.
Negocie aqueles que mais impactam no seu negócio. Se você não conseguir negociar valores, negocie prazos. Inclua nessa negociação, por exemplo, o aluguel do seu espaço, dívidas com fornecedores e bancos.
Evite assumir novos custos ou despesas.

3 Busque novos canais de venda.
O espaço físico do seu negócio é um tipo de canal de vendas que estará muito prejudicado nas próximas semanas…
A boa notícia é que existem diversos outros canais para você viabilizar suas vendas!
Alguns exemplos: telefone, Instagram, Facebook, WhatsApp, ligações de vídeo (principalmente, se o atendimento for um elemento muito importante do seu serviço), plataformas de e-commerce gratuitas, marketplaces como o Mercado Livre, iFood, Uber Eats, Rappi… 

4 Crie novas formas de receita.
Para criar novas formas de receita, você precisa entender qual é a proposta de valor que o seu negócio entrega para os clientes. Tendo isso em mente, seja flexível e use a criatividade para criar novos serviços!
Por exemplo, se você tem um mercado, a sua proposta de valor pode ser ‘manter as casas das pessoas abastecidas’, então, uma assinatura de produtos básicos com preços promocionais atenderia muito bem. 
Ou se você tem um bar, a sua proposta de valor pode ser ‘promover um ambiente de conexão’. Por que não vender growlers de chope artesanal acompanhados de jogos interativos via delivery?
Se você tem um restaurante e o maior valor que você entrega é uma boa experiência, além da comida aos clientes, uma ideia interessante seria enviar os ingredientes do seu prato mais pedido com vídeos ensinando os clientes a fazerem em casa. 

5 Mantenha o foco nos seus clientes.

O que estão sentindo?

O que têm visto e ouvido nos últimos dias?

E o que têm feito? 

Quais são as suas dores?

Quais são os seus medos?

Quais são suas limitações?

O que desejam?

O que a sua empresa pode fazer pelos clientes agora? Faça!

6 Divulgue suas iniciativas em redes sociais.
Nesse momento, os seus clientes estão reclusos em suas casas, portanto, a tendência é que passem mais tempo navegando em redes sociais para se conectarem com o mundo externo.
O Instagram e o Facebook são excelentes ferramentas para você alcançar o seu público-alvo nesse momento. 

7 Diferencie o seu negócio da concorrência.
Aproveite o tempo para entender os pontos fortes e fracos do seu negócio e dos concorrentes, além de estudar as tendências para o seu mercado.
Essa pesquisa será um excelente ponto de partida para você gerar ideias que diferenciam a sua empresa. Depois que gerar as ideias, transforme as melhores em um plano de ações: o período de baixa demanda é perfeito para você implementá-las.

8 Desenvolva-se como empreendedor.
Leia, faça cursos online e estude temas que vão ajudar você a dar um próximo passo na sua carreira como empreendedor.
Aguardamos você na nossa Mentoria Online!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.